aviso

ironicamente neste espaço público existe o mais sórdido, o mais íntimo e o mais verdadeiro de mim e tudo quanto foi extraído

frequentemente usei palavras que não entendo, imitei escritores e escritas: forçadamente rebuscado ou forçadamente não-rebuscado

nunca encontrei verdade, mas ainda assim fui real: escrevi com a vontade dura e inegável do caroço do abacate

04/12/2010

Quem É Você Seu Moço ?

Do impacto eu sou o impacto.

Do nó eu sou a curva do laço.

Dos caminhos a encruzilhada.

12 comentários:

  1. Boa-noite pra esse povo que é de boa-noite.

    Adorei!

    Beijos pra Ti

    ResponderExcluir
  2. Que bonito! Ficou bem forte. E casa perfeitamente com a imagem que você colocou, dá pra sentir o clima da coisa.

    ResponderExcluir
  3. Felipe, a curva do laço precisa ser forte para o nó não desatar! Faça a manutenção e mantenha o nó!

    ResponderExcluir
  4. Pois é, Misan... Estou segurando as pontas com toda a força, o nó TEM que ficar firme!

    ResponderExcluir
  5. Não sei porque mas a imagem e o texto me fez lembrar o guitarrista Robert Jonhson...

    ResponderExcluir
  6. A imagem e o texto me lembram uma figura muito popular no Brasil, que já se tornou uma imagem cultural, não apenas religiosa, uma entidade de umbanda chamada Exu. Gostei muito do texto. Parabéns pelo blog. Abs!

    [ pauleeeira.blogspot.com ]

    ResponderExcluir
  7. Sabe qual o problema...eu preciso de vc no meu criado-mudo, do ladinho do abajur...pra eu poder te folhear completamente!

    ResponderExcluir
  8. Poxa, imagina se eu fosse o anonimo? Eu teria ficado vermelhissima, hehehehehe. Todo nó tem seu por que, toda curva leva a algum caminho e todo impacto tem sua lição. Seja, mas não eternize definições que não seja o que você realmente é.
    Um prazer ter te conhecido!

    ResponderExcluir
  9. Eu aqui roendo as unhas antes de saber dos últimos resultados...

    ResponderExcluir