aviso

ironicamente neste espaço público existe o mais sórdido, o mais íntimo e o mais verdadeiro de mim e tudo quanto foi extraído

frequentemente usei palavras que não entendo, imitei escritores e escritas: forçadamente rebuscado ou forçadamente não-rebuscado

nunca encontrei verdade, mas ainda assim fui real: escrevi com a vontade dura e inegável do caroço do abacate

28/06/2014

Depois de ler tantos conselhos na linha de tempo do facebook - vindos de gatos, bebês e pessoas andando na chuva (em fotos preto e branco) - eu quis escrever um poema, mas não consegui. 
Me senti preparado demais para a vida.

Um comentário: