14/09/2009

Dos Prazeres Humanos Não Divinos

Os prazeres! Carrascos e libertinos, conservadores e revolucionários! Ah! Como os prazeres são tão humanos! Sempre duais, irracionais e autodestrutivos! São atuantes modernos e refinados dos falhos cinco sentidos.
Aliás, prazer em conhecê-los! Sabeis que um dia vamos acabar, todos, e junto ao sepulcro podre, todos os nossos prazeres a cantarolar e roer nossa carne, bem como faziam em vida; vermes impuros e levianos que cantam sua glória, triunfantes.

3 comentários:

  1. acho que estou voktando a curtir seus textos haha

    ResponderExcluir
  2. Acho que estou começando a sentir medo dos teus textos..haha...Augusto dos Anjos ? Ou Alan poe ?

    ResponderExcluir