aviso

ironicamente neste espaço público existe o mais sórdido, o mais íntimo e o mais verdadeiro de mim e tudo quanto foi extraído

frequentemente usei palavras que não entendo, imitei escritores e escritas: forçadamente rebuscado ou forçadamente não-rebuscado

nunca encontrei verdade, mas ainda assim fui real: escrevi com a vontade dura e inegável do caroço do abacate

07/06/2011

Avesso

"-A sua camisa; tá do avesso."

E a minha vida inteira?!

4 comentários:

  1. esse é o tipo de texto que me faz pensar: 'como se atreve a ser genial?'

    ResponderExcluir
  2. Sempr penso isso quando me visto pelo avesso...Pensamentos esdrúxulos temo as vezes ahahaha

    ResponderExcluir
  3. Fala cara ,blz , tõ sempre por aqui já tô te seguindo a um tempo,
    vc escreve realmente bem, queria te convidar pra conhecer meu blog http://jeaninoxidavel.blogspot.com/
    vlw

    ResponderExcluir
  4. Sentimento compartilhado comigo então....
    Goste daqui.
    Seguindo.

    http://somdospassos.blogspot.com/
    Aparece lá...
    Beijos

    ResponderExcluir